Pragmático QB

Pragmático QB

domingo, 12 de janeiro de 2014

SL Benfica 2 vs FC Porto 0 - 12.01.2014 - Liga Portuguesa



Hoje vou começar pelo fim, perdemos e perdemos bem contra um Benfica que foi superior em todos os aspectos, um Benfica que jogou "à Porto" contra um Porto que jogou "a Benfica".

Puxando o filme atrás, e começando a falar do que se passou antes do jogo começar, o Estádio da Luz teve uma coreografia espectacular, o minuto de silêncio foi cumprido praticamente sem mácula, apesar da meia dúzia de adeptos que insistem em ter um comportamento vergonhoso nestas alturas.


Um apelo à nação portista.. estarem a culpabilizar o árbitro Soares Dias pela derrota do Porto é "tapar o sol com uma peneira", é não perceber que temos um treinador fraco que neste tipo de jogos vai sempre encolher-se, é não perceber que jogamos um futebol miserável praticamente desde o inicio da época. Não perdemos por causa do árbitro, embora na 2ª parte e depois do penalti não assinalado a favor do Benfica, se tenha descontrolado e perdido completamente a noção do que estava a fazer, sendo exemplo disso é aquela "bola ao solo" que ninguém entendeu.


Não tinha grandes expectativas para este jogo e as poucas que tinha foram se dissipando logo no inicio do jogo depois de ver  o 11 inicial e constatar que o Licá fazia parte dele. Não sou treinador, nem o tenciono ser mas acho que já toda a gente percebeu que a equipa está quase sempre mal posicionada em campo, falha inúmeros passes e permite um exagerado numero de ocasiões ao adversário. Onde está a solidez defensiva que sempre foi a nossa grande imagem de marca nos últimos anos? Onde está a pressão alta que não deixava o adversário respirar, quanto mais chegar à nossa baliza? Não está, desapareceu em menos de um ano..


O Fonseca hoje disse "Sobre a classificação, só posso dizer que ainda falta muito. Tenho uma confiança cega de que na última jornada seremos campeões." Mister, como eu gostava de ter esta confiança mas infelizmente não a tenho e duvido muito que a venha a ter ao longo da época.


Para finalizar, e agora no sossego do meu sofá, admito que jogar contra o Benfica, em casa ou fora, é de longe, muito longe, o jogo que mexe mais comigo, que me deixa mais ansioso, que não me faz pensar em muito mais a não ser o apito inicial do jogo.

3 comentários:

Sérgio Rocha disse...

O Porto jogou o que, infelizmente, nos tem habituado e naturalmente perdeu contra uma equipa que lutou pela vitória e foi muito mais objectiva. Até aqui concordo contigo e contra factos não há argumentos. Já relativamente à arbitragem não concordo. No capítulo disciplinar esteve muito mal. O Siqueira distribuiu fruta o jogo todo e fica na retina a tesoura ao Varela no final da 1ª parte. Amarelo clarrissimo que ficou por dar. Agora compara com a suposta falta do Quaresma que lhe deu amarelo. Falta do Rodrigo à entrada da área amarelo... ficou no bolso. Entrada por trás do Luisão e nada. Este tipo de arbitragem não influencia o resultado mas condiciona o jogo e muito. Na parte tecnica esteve mal ao não marcar a mão do Mangala, como esteve ao não marcar a do Rodrigo, que penso ter sido dentro da área. Em ambos os casos decidiu que foi bola na mão e não mão na bola. Da mesma forma que o empurrão do Garay ao Quaresma é nitido. No lance do Danilo não considero ter havido falta mas tenho dúvidas na expulsão. E aquela falta sobre o Quaresma quando o Jackson ficava isolado é demais. Vê os inumeros lances em que ele deixou jogar quando os jogadores do SLB sofreram falta. Na fase de desnorte da nossa equipa existiram pelo menos 2 lances em que ele deixou jogar e muito bem mas a diferença de critério foi gritante.
Em suma derrota justa contra um adversário que lutou pela vitória e que não percisava de tanta dualidade de critérios para ganhar este jogo.

Nuno Silva disse...

quanto às criticas ao árbitro:

-se o Jesus , que até jogou melhor e ganhou, pode criticar a arbitragem... nós também podemos, apesar de termos perdido bem. mas sempre sabendo que esse não foi o pior dos nossos males.

começo pelo Paulo Fonseca... é menos culpado de estar no cargo em que está. ele não sabe mais, provavelmente ainda está em aprendizagem e fez a ascenção até ao FCP de forma rápida demais e precipitada. está a demonstrar aprendizagem e evolução.

Não sei se os jogadores já perceberam isso ou não, mas vê-se nos seus gestos e expressões que o nao acreditam em PF. basta olhar para eles durante a segunda parte.

era necessário esperar pelo 2 a 0 para meter o Quaresma?... o 1 a 0 satisfazia o PF?

Também não sabemos se a construção do plantel foi pelo PF... provavelmente não foi. o plantel está desiquilibrado especiamente falta talento no meio campo e transporte de bola/ explosão nas alas.

Hoje:

Hélton voltou a exagerar com os pés, quase comprometeu mais uma vez. voltou a mostrar que decide mal a saida dos postes no 2 a 0, mais uma vez. mais grave, percebe-se que está pouco focado no jogo, parece desconcentrado e com falta de adrenalina.

Otamendi, erros, erros e mais erros... passes falhados e perdas de bola ao tentar sair com bola são a imagem de marca de 2013 e continua.

no meio campo, só fernando esteve a nível. lucho e carlos eduardo não têm mentalidade nem pernas para segurar o meio campo do Benfica. fazer marcações com os olhos não dá! ...

há claramente penalti sobre Quaresma... Danilo é mal expulso, mesmo que seja duvidoso o penalt... lance muito mal interrompido quando o Jackson ía isolado para Oblack... lance ridiculo de bola ao solo após um corte limpinho do Mangala!

e claro, penalti por marcar por mão de Mangala

Rui Rodrigues disse...

Sérgio, eu não disse que a arbitragem foi boa, não foi principalmente a partir do penalti não assinalado a favor do Benfica. O Soares Dias perdeu completamente a noção do que estava a fazer.

Agora custa-me é justificar uma derrota clara do Porto neste jogo com erros de arbitragem, ainda por cima num clássico em que o Porto cria 1 oportunidade de golo, ainda por cima em fora-de-jogo.